Terça-feira, 13 de Junho de 2006
Chuta, chuta

Por Portugal fora o grito de golo não tardou, Figo, contrariando a lei da idade, entrou na área angolana e serviu o oportuno Pauleta que friamente concretizou o 1-0.

Os mais cépticos respiraram fundo, acreditavam piamente que Portugal obrigaria a sofrer até ao fim. Não se enganaram, a parte inicial do jogo foi quase um embuste. Portugal, crente na sua força e nas fragilidades angolanas, diminuiu a velocidade, esperou ingenuamente que Angola assumisse uma postura mais ofensiva e não controlou o meio-campo. No final do encontro o antigo colonizador ficava com os 3 pontos, mas a festa era dos angolanos.

Figo foi a figura do jogo, decidiu no início e não descansou até ao apito final. Miguel esteve igualmente em bom plano, controlou defensivamente e provocou desequilíbrios no lado esquerdo da defesa angolana no ataque. A restante selecção pautou-se por uma relativa mediania, cumprindo modestamente o que era exigido.

Scolari no final tocou na ferida - a selecção portuguesa tem um curriculum pobre nos mundiais e a inexperiência não ajuda em competições onde a margem de erro é extremamente reduzida - contudo o nervosismo evidenciado pelo seleccionador no confronto com os comentários mais ou menos contundentes do jogo não dá indicação da tranquilidade necessária para o desafio que se segue.

Sábado, contra o Irão, espera-se mais que cinco minutos de bom futebol, espera-se maior segurança, confiança e coesão na defesa e no meio-campo, espera-se menor hesitação entre o chuta, chuta e o passa, passa no ataque.

 



publicado por Zorro Danado às 16:13
link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De Pirata a 13 de Junho de 2006 às 21:59
Bom post ! Resumiu na perfeição o que se passou no jogo com Angola...
Prefiro mil vezes o chuta, chuta, que a hesitação inata que os nossos avançados têm diante da baliza..
Basta olhar para Luca Toni , Shevchenko e Nistelrooy para nos aperceber-mos do egoísmo que Pauleta , Nuno Gomes e Postiga deveriam ter.


De Roque Santa Cruz a 13 de Junho de 2006 às 22:59
Tenho impressão que contra o "Irã" também iremos ganhar por 1 ou na melhor das probabilidades por 2. Com 6 pontos no bolso como eu espero, de certeza que vamos começar a ter a nossa selecção a praticar um futebol muito mais agradável e sempre a subir até â final. O Pauleta que continue a marcar um por jogo, que facilmente vão aparecer outros jogadores a matar (Ronaldo, Maniche, Figo, Deco ou qualquer outro). Se dominarmos do meio-campo para a frente não vai ser preciso pôr a nossa defesa à prova(é melhor que não).
Ps: A nossa imprensa continua a massacrar, não foi só Scolari a ficar irritado, e o Figo? C.Ronaldo já levou um amarelo graças ao espalhafato que os "inteligentes da bola" fizeram depois dos jogos particulares. Se acompanharam este ano a carreira do C.Ronaldo ao serviço do Man.United sabem que ele nunca teve uma atitude como as que teve nos particulares. E isto destabiliza qualquer um, incluíndo o próprio, é caso para dizer: "Deixem a selecção trabalhar!!" PORTUGAL A CAMPEÃO!!!!


De Robin a 14 de Junho de 2006 às 13:39
Não sabem o que é a bola, não sabem quantos gomos tem, não sabem quanto pesa, não sabem nada! E ficam lá, a dizer um monte de asneiras”, afirmou Scolari ao seu gabinete de Imprensa. O brasileiro continuou: “Há dois anos, jogámos no Euro e perdemos o primeiro jogo. Há quatro anos, jogámos a primeira partida no Mundial e perdemos. Há seis anos, no Euro perdemos o primeiro. Quer dizer, ganhar 1-0 é ruim, perder é bom.”
...
Na altura, Scolari foi bastante cáustico nas suas declarações à Imprensa brasileira: “Eles têm bronca, raiva e inveja dos brasileiros. Um diz que é cineasta. O outro, o pai dele foi um grande escritor... mas ele é uma bosta. Um terceiro ganhou uma herança do tio e ficou rico. E tem uma mulher famosa que diz que é a Marília Gabriela de Portugal.”
Fonte: Correio da Manhã

Aproveito para dizer que concordo quase com tudo o que está nas linhas acima.


De Pirata a 14 de Junho de 2006 às 16:20
Corrijo, há seis anos não perdemos o primeiro jogo no euro... Scolari deve ser o único treinador que não aceita as críticas que lhe são feitas, crítica tudo em Portugal mas esquece-se que é este país que lhe paga o terceiro maior ordenado entre o treinadores que estão mundial, estando somente atrás do treinador da Itália e do treinador da Inglaterra.. Vivemos numa democracia e temos todo o direito de expressar as nossas opiniões! Se o senhor Scolari está mal que se mude.


De Beterraba a 14 de Junho de 2006 às 16:10
Olha outro… Afinal o Scolari tem razão quando diz que as palavras dele se referem a meia dúzia de pessoas, eu já descobri duas.
A partir de agora temos que ter formação superior em desporto acrescida de uma especialização em futebol para podermos comentar o trabalho do Coronel Tapioca. Da mesma forma temos que ser professores de música para distinguir a boa da má, temos que ter conhecimentos profundos de ciência política para comentarmos o trabalho do governo ou da oposição, etc , etc …
A história da bola, do peso e dos gomos daria um número muito bom, mais um, no circo Cardinali . Meus caros Robin e Roque, a partir deste momento só vos ouvir no que a futebol diz respeito, depois de me mostrarem as devidas credenciais acompanhadas na ponta da língua da história da bola de futebol e todas as suas características.
Há 2 coisas que devem acompanhar quem ocupa cargos de responsabilidade pública: competência técnica e competência cívica digna do estatuto que ocupam. Scolari pode ter a primeira - não sendo indiscutível, tem um currículo que fala por si; contudo, falta-lhe inequivocamente a 2ª, aquela que distingue os indivíduos com classe dos outros. No fundo aquela que não distingue Lula de Scolari , o presidente do país que supostamente invejamos. Parece-me que vamos ter outro livro semelhante ao “Sob o Signo da Verdade”. A grande dúvida é quem o irá escrever, porque se Scolari vai ditar, a continuar assim não vai encontrar um jornalista que o ponha no papel.
Deixem a selecção trabalhar! Deixem o governo trabalhar! Deixem as Câmaras Municipais trabalhar! Deixem os sindicatos trabalhar! – por favor não critiquem, estejam atentos e caladinhos para não perturbar o trabalho de quem sabe.
Que raio de cidadãos de bancada sempre com opinião sobre as coisas!


De Roque Santa Cruz a 14 de Junho de 2006 às 17:17
Até aparecer outro "mister" que obtenha tanto sucesso como o actual, limito-me somente a discordar quando achar(civilizadamente, sem raiva), mas dando sempre o benificio da dúvida, pois como ele tem provado está quase sempre certo(é a realidade).
Ser civicamente correcto é não fazer favores a quem detém poderes como era hábito deste país, pelo menos ao nível da selecção isso já não acontece (quem acompanha o futebol nacional, pelo menos desde à 12 anos para cá, "sabe do que eu estou a falar", para os novatos nestas andanças, pesquisem...)


De Robin a 14 de Junho de 2006 às 17:46
Para esclarecer e segundo a informação que coloquei, o problema, por vezes, até pode nem ser a crítica que, por si só, deveria ser construtiva e não destrutiva o que acontece demasiadas vezes em Portugal. Infelizmente, o nosso País é óptimo a criticar o mal mas para DIZER BEM ...
Outro ponto essencial é que quem faz as críticas, segundo disse o Scolari e bem, é o filho do escritor famoso que por ser filho de quem é já acha que pode falar sobre o que quer e o que lhe apetece. E em Portugal há demasiados comentadores deste tipo para o meu gosto


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

PJ emergiu «to bring us h...

Prince - «Some say a man ...

Colheita de 2015 - I

Sacrifício, garantias, ca...

Colheita de 2014 (apêndic...

Colheita de 2014 (uma som...

A chuva, um homem saudáve...

Brasil 2014 - notas mais ...

2 breves notas (ainda a r...

As diferenças que permite...

arquivos

Junho 2016

Abril 2016

Dezembro 2015

Junho 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

blogs SAPO
subscrever feeds