Terça-feira, 20 de Junho de 2006
O México de passagem

Em época de exames nacionais, ZD atribui um 13 ao desempenho de Portugal no último jogo. Este suficiente próximo do bom reflecte o crescimento que a equipa evidenciou no seu segundo e nuclear embate (incontestavelmente mais sólida, contudo passiva no pressing defensivo, lenta nas transições e previsível nas manobras atacantes). Deco interrompeu a desinspiração e a partir do primeiro golo Portugal não vacilou e resolveu.

O México transformou-se num aprazível ponto de passagem para os oitavos de final, quando se desenha no horizonte uma indefinição entre o alviceleste e o laranja.

ZD concorda totalmente com Robin: Scolari devia ganhar mais. Cinco jogos serão suficientes, mas para já saboreemos o doce México.



publicado por Zorro Danado às 17:37
link do post | comentar | favorito

11 comentários:
De Flyweasel a 21 de Junho de 2006 às 12:32
De facto o Scolari devia ganhar mais, aliás corroboro a ideia de António Pinto de Sousa, no “Jornal de Negócios”: “Se Portugal ganhar o Mundial, deveríamos - todos - contribuir com um dia de salário para o senhor Scolari”.

Todos excepto as pessoas, que apesar de gostarem de futebol e de apreciarem competições internacionais, não idolatram o Mister e consideram que ele não faz mais que a sua obrigação enquanto profissional...
VIVA PORTUGAL


De Roque Santa Cruz a 22 de Junho de 2006 às 10:04
Quem fala assim talvez até tenha o hábito de contribuir com um dia ou mais do seu salário para outras coisas mais "espirituais", que não trazem nada de útil para a sociedade; eu por mim já me sinto feliz por contribuir com os meus impostos para ajudar a pagar o ordenado do "mister". Dizer que o "mister" não faz mais que a sua obrigação é um exagero, pois ele já ultrapassou essa fasquia, mas sendo assim todos os treinadores presente no mundial teriam "obrigação enquanto profissionais" de serem campeoes do mundo, ou então teríamos que reflectir sobre os últimos 40 anos em que nenhum treinador segundo esse ponto de vista cumpriu as suas "obrigações profissionais". PS: Passados 40 anos (infelizmente) temos mais um brasileiro a ensinar ao portugueses como se cumprem as "obrigações profissionais", porque será?


De Beterraba a 23 de Junho de 2006 às 12:23
Ora, ora! Apesar de vários dias de ausência por motivos sócio-profissionais (sem trabalhar estive por aí a beber uns copos) e não se sai da cepa torta... Scolari é de facto uma vaca, mas não está a orientar a selecção Indiana. Em Portugal sagrado só mesmo o vinho. Dizer que o coronel Tapioca devia ganhar mais, só se estivermos a falar de juízo, senão é o que falta a quem diz tal baboseira (como dizem os Brasileiros). Para eu dar um dia do meu salário ao coronel, além de ganhar o campeonato do mundo, tem que ir lá a casa arrancar as batatas e regar as cebolas e os feijões. De outra forma nada feito. Quanto ao Robin , já se torna difícil comentar o que diz. O homem é em si um paradoxo ideológico-político-social sem ponta por se lhe pegue. Vai-se aos governantes do país com unhas e dentes por causa dos ordenados e regalias, e o Scolari ganha pouco; estão os nossos velhos com reformas miseráveis e mesmo assim não as deviam receber porque não descontaram, e o Scolari ganha pouco; fartamo-nos de pagar impostos porque o país está em crise, e o Scolari ganha pouco. Enfim, será como diz povo “Mais vale uma alegria na vida do que 5 réis na algibeira”. Ainda que o que se tem visto é que as alegrias são poucas e as algibeiras continuam desforradas. Voltando-me agora para Roque Santa Cruz, começo por referir o meu contentamento quando descobri, recentemente, quem é esta personagem - um pensador, reputado economista que ficou conhecido pelas inúmeras acções de solidariedade por esse mundo fora, mostrando que não pensa só em encher a sua carteira. É um bom pseudónimo numa homenagem justa ao personagem. Outra pessoa qualquer teria escolhido o nome de um jogador de futebol famoso. Falar dos últimos 40 anos é uma treta. Nos últimos 40 anos Portugal falhou em muitos domínios relevantes, cujas consequências sofremos hoje. O futebol é um fait-divers. Meus amigos futebol é entretenimento, faz bem, é importante para a confraternização (às vezes com cadeiras, guarda-chuvas, paus, navalhas, etc), proporciona bons momentos de lazer (aos sobreviventes), de resto não traz nada de relevante para o crescimento e evolução do país. Pelo contrário, ainda o enterra mais com o desperdício que por aí anda.


De Robin a 23 de Junho de 2006 às 15:57
Realmente, até no blog se "fazem notícias". Já não bastava a "merda" da imprensa portuguesa e agora isto (Será que estou a ficar famoso?). Vou voltar a publicar o que escrevi na outra notícia e o porquê de comentário de ZD, que é o seguinte:
"Quem é bom profissional merece e deve ganhar o que ganha, ou seja, mais vale pagar ao Scolari do que a muitos portugueses que durante os últimos 40 anos não foram capazes de nos levar a lado nenhum. Feitas as contas e tendo em conta a inflacção se calhar o Scolari devia ganhar mais um bocado do que o que está a ganhar actualmente.".
Foi isto que escrevi e quanto a tentarem DESCONTEXTUALIZAR o meu comentário, uma vez que não se deram ao trabalho de ler a origem da notícia, ou se leram, deliberadamente fizeram uma novo notícia como muito boa gente o faz, tentaram arranjar um "PRETO" para bater. Face a isto gostava que a "planta" me explicasse em que é que os meus comentários são paradoxiais ou o que quer que seja. Sim, é verdade, quem não trabalhou que trabalhasse que eu não trabalho para andar a sustentar os "chulos de esquerda" que gostam é de estar de cú para o ar sem fazer nenhum...


De Pirata a 23 de Junho de 2006 às 16:59
Antes de mais quero deixar bem claro que vou tentar ser o mais factual possível, o que vou dizer não dá azo a interpretações subjectivas, é a verdade. Ponto final.
Para os que sobrevalorizam o Tapioca e consequentemente desvalorizam tudo o que foi feito antes da era Gene Hackman:

- Portugal foi duas vezes campeão mundial de sub 20
- Portugal atingiu de forma brilhante as meias finais do Europeu de 1984, baqueando por 3-2 com a França, país anfitrião e vencedor do torneio desse ano
- Portugal qualificou-se para o europeu de 96, perdendo na altura, de forma injusta, para o finalista desse euro, a República Checa
- Portugal não se qualificou para o mundial de 1998 graças a um senhor que se lembrou de expulsar Rui Costa, em pleno olímpico de Munique, numa altura que Portugal ganhava brilhantemente à poderosa selecção alemã
- Portugal qualificou-se para o europeu de 2000, ganhando na fase de grupos a selecções como a Inglaterra, Roménia e Alemanha. Chegou à célebre meia final com a França
- Portugal qualificou-se para o mundial da Coreia/Japão. Na minha opinião as verdadeiras razões do insucesso nesse campeonato ainda estão por esclarecer

Scolari pegou numa selecção já qualificada para o europeu, numa altura em que metade da equipa estava rotinada por Mourinho no FCPORTO campeão da taça uefa e da liga dos campeões. Scolari conseguiu:

- chegar à final do Europeu realizado em Portugal e perder com a Grécia. Depois do primeiro jogo foi quase obrigado pela imprensa e pelos adeptos a mudar a equipa
- qualificou-se para o mundial num grupo facílimo
- venceu os três jogos do mundial contra equipas como Angola, Irão e México

Não me chamem menos português ou menos patriótico só por questionar o treinador da nossa selecção. Afinal de contas o que este fez que os outros não tenham feito?


De Roque Santa Cruz a 24 de Junho de 2006 às 11:53
Quem não conhecer a realidade até te podia dar razão, mas a tua maneira de escrever faz jus ao teu nome; vou tentar explicar poque este mister é o melhor de sempre desde o último brasileiro: 1º.fomos campeões do mundo de sub-20, não de seniores ( a Espanha tem inúmeros títulos juniores e quanto a seniores é o que se sabe); 2º.Talvez o melhor que tenha acontecido terá sido o Euro 84; 3º.Nesse tal jogo de Munique o Rui Costa foi bem expulso (para quem conheça as regras ele não se dirigiu para a linha, como deveria ter feito na substituição antes decidiu cumprimentar quase toda a equipa), e nesse jogo inclusive estávamos como algumas vezes com bastante felicidade, porque a Alemanha não estava a ser inferior; 4º.No Euro 2000 chegámos com mérito à meia-final, mas também perdemos justamente; 5º.No mundial 2002 será desnecessário falar; 6º.O facto de Scolari pegar numa selecção já qualificada para o Euro2004 poderia ter um efeito negativo na competição devido à falta de competitividade inerente aos jogos amigáveis; 7º.É verdade que o meio campo era o de Mourinho mas não é verdade que Scolari mudou a equipa depois do primeiro jogo devido à pressão de quem quer que seja (já provou que não é homem de ceder a pressões); 8º. Perdemos na final com a Grécia num jogo sem nenhum brilhantismo, mas de parte a parte, a vitória poderia ser atribuída a qualquer uma das equipas, tão mau que foi o jogo; 9º.Qualificámo-nos num grupo realmente acessível, mas sem derrotas (quantas vezes fomos surpreendidos por equipas teóricamente fáceis na era anterior a Scolari?; 10º.Vencer 3 jogos na fase de grupos, mesmo com equipas inferiores, também não é muito "normal". O que Scolari fez mais ninguém conseguiu fazer: além de galvanizar como nunca os portugueses à excepção de algumas beterrabas, criou uma verdadeira equipa no verdadeiro sentido da palavra; não sou eu a dizer, afirmações vindas de jogadores como Costinha ou Figo não merecem contestação. Ps:espero que os ares de Espanha de clarifiquem as idéias.


De Roque Santa Cruz a 24 de Junho de 2006 às 12:02
Futebol não é so um entretenimento, é o maior deles todos no mundo inteiro, e quem acha que o país não pode beneficiar com este fenómeno, só pode mesmo estar habituado a ver jogos de hóquei patins.
Ps: porquê Beterraba e não nabo, ou alho francês?


De Beterraba a 27 de Junho de 2006 às 11:47
Ao ver a forma como Roque tenta responder ao que o Pirata escreve, tenta mas não consegue porque factos são factos, facilmente se percebe que tudo isto NADA tem a ver com PATRIOTISMO mas só e apenas com SCOLARIANISMO. Chegado a este ponto sinto-me bem porque de facto não me enganei na interpretação do que por aí foi sendo dito.
Ao ler coisas como “Rui Costa foi bem expulso”, “nesse jogo inclusive estávamos como algumas vezes com bastante felicidade, porque a Alemanha não estava a ser inferior”, exigia um mínimo de honestidade intelectual (mas é provavelmente pedir de mais), e contrapor com situações semelhantes acontecidas sob o comando do coronel Tapioca, como:
no jogo contra a Inglaterra no Euro 2004, não tivemos felicidade;
no jogo contra o México neste mundial, não tivemos felicidade;
no jogo de Domingo contra a Holanda, não tivemos felicidade;
Costinha e Deco não foram bem expulsos, etc.
Os feitos da selecção nacional antes de Scolari aconteceram por felicidade, com Scolari aparecem apenas e só devido ao mérito e à competência, enfim…
Continuando: dizer que afirmações vindas de jogadores como Costinha não merecem contestação é mais um bom exemplo, à semelhança de todo os outros aliás - se eu não fizesse a ponta de um corno durante um ano (além de arranjar problemas) e ainda por cima o meu patrão me desse como recompensa um ordenado extra, defendelo-ia com unhas e dentes.
Quanto ao futebol ser o maior desporto no mundo inteiro, revela mais uma vez a ignorância. Basta ver o caso dos E.U.A, uma das maiores potências económicas mundiais, onde o futebol é um desporto menoríssimo. Por outro lado, é o desporto rei no Brasil e Argentina, como todos sabemos países sinónimos de garantia de qualidade de vida.
A ironia com o Hóquei em Patins revela mais uma vez que o discurso de Roque Santa Ignorância nada tem a ver com o orgulho no país, senão saberia que, aqui sim, Portugal é uma das melhores equipas do mundo.
Ao ler este tipo de coisas, vem-me logo à cabeça a imagem clássica dos cavalos com as palas nos olhos para que olhem sempre na mesma direcção e não vejam o que se passa à sua volta.

PS1: O porquê de Beterraba tem um contexto que obviamente não conheces, nem queres conhecer porque, como a propósito deste mundial, limitas-te a fechar os ouvidos a tudo o que não te interessa porque é a única forma de dizeres a ti mesmo que tens razão. Pelo contrário, o porquê de Roque Santa Cruz já toda a gente percebe, é o nome de um grande futebolista… Português como é óbvio.

PS2: “Podes anotar a classificação final: 1ºPortugal, 2ºRep.Checa, 3ºBrasil, 4ºSuiça (grande surpresa do campeonato do mundo)...A tua Argentina vai ser a grande decepção.” – Roque Santa Cruz em www.toninhos.blogspot.com.
Como é costume Roque atira a bola para o ar à espera que caia no cesto… tudo bem, o que percebe mesmo é de futebol.


De Roque Santa Cruz a 27 de Junho de 2006 às 13:50
Tenho que dar a mão à palmatória...depois do que escreveste aqui com tanta convicção e sabedoria, aconselho-te imediatamente a contactares os responsáveis pelo programa Trio de ataque, para uma futura participação substituindo qualquer um dos "paineleiros", porque a nível de ignorância estás no mínimo ao nível de qualquer um deles. Gosto da maneira como escreves porque mesmo estando a borrifares-te para o assunto, nada te detém a debitar asneiras atrás de asneiras (outra profissão a procurares é de certeza qualquer coisa ligada à política, ias dar-te muito bem). Dizer que o futebol não é um desporto popular nos EUA é uma coisa, agora tendênciosamente dizer que é o desporto dos países mais pobres é o cúmulo do cinismo, nem preciso justificar porquê (ou se calhar preciso?!).
Fico feliz também por falares em orgulho nacional e hóquei em patins, embora estejas novamente a deturpar tudo que eu disse.
PS: Prometo que o meu próximo "nick", vai ser minuciosamente estudado de modo a não ferir susceptibilidades.


De Beterraba a 27 de Junho de 2006 às 17:07
Aceitei a sugestão e fiz vários contactos, mas as coisas não estão fáceis. A única resposta que tive foi do “Dia Seguinte” da SicNotícias, de onde me disseram que o lugar é meu logo que Dias Ferreira seja eleito presidente do Sporting. Desta forma, e não interpretei isto como um elogio, "a qualidade do programa não fica abalada", comunicaram.

PS: Na resposta anterior onde se lê "defendelo-ia", deve ler-se "defendê-lo-ia".


De Beterraba a 23 de Junho de 2006 às 16:20
Ainda por cima tenho que explicar ao Robin o que ele próprio escreve. Enfim… que seja:
O raciocínio estaria correcto, se Scolari estivesse a ganhar o mesmo salário que os anteriores treinadores que “não foram capazes de nos levar a lado nenhum”. Como todos sabemos, Scolari está no top dos treinadores com melhor ordenado do MUNDO , isto é, a ganhar 10 vezes mais que qualquer outro treinador que por lá tenha passado. O argumento não faz qualquer sentido.
Depois, quando dizes “Feitas as contas e tendo em conta a inflação se calhar o Scolari devia ganhar mais um bocado do que o que está a ganhar actualmente.” Significa claramente que se acha que o salário do Tapioca está desajustado em função da subida do nível de vida = inflação. A única reacção possível a uma coisa destas só pode ser uma sonora gargalhada.
Assim sendo, a única descontextualização que pode existir é entre o que vai na tua cabeça e o que escreveste acima. Quanto a isso não posso fazer nada.
Para terminar, para já, só mais uma achega: se a notícia fosse “depois de 40 anos, finalmente Portugal conseguiu controlar o défice”, estarias no Alicarius a jogar setas como noutro sábado qualquer e não irias para a rua com a bandeira de Portugal às costas comemorar.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

PJ emergiu «to bring us h...

Prince - «Some say a man ...

Colheita de 2015 - I

Sacrifício, garantias, ca...

Colheita de 2014 (apêndic...

Colheita de 2014 (uma som...

A chuva, um homem saudáve...

Brasil 2014 - notas mais ...

2 breves notas (ainda a r...

As diferenças que permite...

arquivos

Junho 2016

Abril 2016

Dezembro 2015

Junho 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

blogs SAPO
subscrever feeds