Terça-feira, 20 de Maio de 2008
Rumo à Suíça (e, quem sabe, à Áustria)

A selecção nacional, ou, com maior rigor, os jogadores portugueses, ou, com maior rigor, os jogadores com nacionalidade portuguesa convocados pelo seleccionador, ou, com maior rigor, pelo mister Scolari concentraram-se ontem em Viseu para a realização de um estágio que marca o início da preparação para a fase final do Europeu de 2008, a realizar na Suíça e na Áustria. O arcaico conceito de selecção nacional de futebol não encontra espaço neste negócio enorme em que se tornou este tipo de acontecimentos e na obsessão pelos títulos.

Scolari decidiu e o ónus da decisão deve recair sobre os ombros dos responsáveis pela sua contratação. A selecção será a equipa de Scolari e as opções serão sempre questionáveis, porém Scolari só fala dos que estão em Viseu, enquanto a nação (a parte interessada em futebol) fala dos que lá não estão e Maniche fala daqueles que influenciaram o esquecimento do seu nome.

O Manichegate (não se fale do Caneira ou do Tiago) não é mais que uma reposição do caso Quaresma no mundial 2006 e a ZD parece mais relevante saber até que ponto esta equipa pode sair da tristeza exibicional dos últimos jogos amigáveis e da fase de qualificação para o europeu.

O Portugal com um guarda-redes irregular, uma defesa permeável, um meio-campo sem fôlego e um ataque individualista não chegará decerto a terras austríacas. No entanto, existe matéria prima para construir uma equipa promissora: dois bons laterais (Miguel e Bosingwa), dois centrais excelentes (Ricardo Carvalho e Pepe), um médio experiente de qualidade indiscutível (Deco), bons avançados (Simão e Quaresma), o futebolista que em 2008 mais brilha a nível mundial (Cristiano Ronaldo) e um conjunto interessante de quinze jogadores (dois terços) onde Scolari mesclou a juventude com alguma experiência. Não deixam, todavia, de ser evidentes (inevitáveis) desequilíbrios, por exemplo, no lado esquerdo da defesa, no meio-campo e na grande-área ofensiva.

Resta aguardar pelo mês de Junho, com os pés bem assentes na Suíça, para que a Áustria não se confirme uma miragem.



publicado por Zorro Danado às 16:22
link do post | comentar | favorito

Da redundância de ZD

ZD não consegue disfarçar o registo monocórdico que pauta este antro blogueiro: Sócrates para aqui, futebolices para acolá, com filmes, concertos, álbuns, divagações meteorológicas, citações ocasionais a surgirem intermitentemente.

Não, não se trata de mais um balanço desencantado desta faina, nem de uma nova censura à insistente redundância de ZD. Nestes dois parágrafos apenas se trata de comprovar a superfluidade desta prosa.

Entre Aveiro e Espinho, surgiram nos últimos tempos o fulgurante uivo de Bob Dylan em Blood on the Tracks e a magnificência cortante da canção If You See Her, Say Hello, descoberta na aspereza sexualmente explícita (com caução literária) da série Californication, que no estimado canal 2 da RTP se segue ao humor suburbano e alucinado, com um forte travo melancólico, da série Weeds. Surgiu também a quarta temporada de Lost (e a desorientação não diminuiu com as prolepses). Surgiu o berbequim sádico do tarantiniano (versão goreHostel de Eli Roth.

Surgiu ainda um Portugal irremediavelmente desalentado, perdido na encruzilhada de uma economia que não acelera (depauperada pela ausência de investimento), de uma escalada vertiginosa do preço do gasóleo e da gasolina, de um primeiro-ministro que deixou de fumar.



publicado por Zorro Danado às 15:35
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 15 de Maio de 2008
Está desculpado, senhor engenheiro.

O engenheiro Sócrates acrescentou ontem mais um capítulo ao seu rocambolesco percurso como primeiro-ministro.

Depois de uma animada viagem até chez son ami Hugo Chavez, com umas cigarradas pelo meio, Sócrates não hesitou em humilde e publicamente fazer o mea culpa, atendendo à cruzada erguida por este governo ao fumo em espaços fechados (no avião fretado com dinheiros públicos seguia certamente uma tripulação, a não ser que o polivalente Manuel Pinho seja piloto, com direito a um ambiente isento de fumo).

Sócrates não só pediu desculpa ao povo português pelos cigarros fumados, como também prometeu abandonar este vício terrível.

Não há dúvidas, as legislativas de 2009 já dominam o horizonte socrático.



publicado por Zorro Danado às 21:19
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Da normalidade da corrupção

Perfaz amanhã uma semana a divulgação das deliberações desse rato parido pelo futebol português: o Apito Final.

O Futebol Clube do Porto acolheu pacatamente a perda de seis pontos - pecúlio dispensável nesta época de superioridade inatacável que teve como saldo final vinte pontos de distância para o segundo classificado (ZD não tem dúvida que esta deliberação seria impensável na época anterior, dada a minúscula vantagem do FCP sobre os segundo e terceiro classificados e respectivas consequências). Em relação ao castigo aplicado a Pinto da Costa, porém, vai haver recurso.

Esta anormalidade parece aos olhos sapientes do presidente do FCP normal. Será que os sócios do FCP acolhem tranquilamente a mancha da corrupção nesta instituição? Será que os adeptos consideram a vinculação da tentativa de falsificação da verdade desportiva ao seu clube algo sem gravidade?

Nos tempos que correm a probidade parece palavra morta para os lados do Dragão. Nos tempos que correm um presidente de uma instituição corrupta ainda encontra quem o leve a sério.



publicado por Zorro Danado às 20:48
link do post | comentar | favorito

Rui Costa: chuva, génio e um corvo
  1. Foi numa noite chuvosa, há alguns anos. A febre do Europeu de 2004 já se instalara em Portugal. A epidemia de estádios novos alastrava-se do Minho ao Algarve, porém ZD encontrava-se no arcaico estádio das Antas para assistir a mais um jogo particular de preparação na caminhada para o Europeu que teria um desenlace digno de uma tragédia grega. Portugal defrontava o Brasil e entre os 22 jogadores em campo encontravam-se o pé direito de Rui Costa e o pé esquerdo de Rivaldo, ou seja, os pés mais brilhantes do planeta futebolístico. Foi uma noite chuvosa e inesquecível.
  2. Rui Costa pôs um ponto final na sua carreira como jogador de futebol profissional. Parece que aconteceu este ponto final onde sempre desejou. Parece que não aconteceu como desejou. No entanto, o quarto lugar do Benfica no campeonato nacional não pode deslustrar o percurso de um génio do futebol que nunca esqueceu as raízes (num universo de jogadores cada vez mais desenraizados), a verticalidade de um executante sem par, a inspiração de um verdadeiro número dez, a magnificência do maestro.
  3. Esse intelectual irrepreensível da análise desportiva, o senhor Rui Santos, detectou já, neste começo de trajecto de Rui Costa como director técnico do Benfica, o primeiro passo rumo à catástrofe: o insucesso na contratação de Eriksson. ZD também detectou algo: não há paciência para comentadores desportivos de fato e gravata, com uma carapinha organizada e com tiques de sumidade no infalível exercício de análise futebolística.


publicado por Zorro Danado às 20:43
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

PJ emergiu «to bring us h...

Prince - «Some say a man ...

Colheita de 2015 - I

Sacrifício, garantias, ca...

Colheita de 2014 (apêndic...

Colheita de 2014 (uma som...

A chuva, um homem saudáve...

Brasil 2014 - notas mais ...

2 breves notas (ainda a r...

As diferenças que permite...

arquivos

Junho 2016

Abril 2016

Dezembro 2015

Junho 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

blogs SAPO
subscrever feeds