Segunda-feira, 26 de Março de 2007
Belgas, trivelas e miopia

Cristiano Ronaldo não saiu de maca, Quaresma vestiu novamente a pele de Harry Potter e Nuno Gomes, contrariando a sua falta de vocação para o golo, tornou-se o quarto melhor marcador de sempre da selecção nacional.

Quatro golos vergaram a incompreensível, e por isso estúpida, arrogância de uma selecção belga que se tem arrastado em fases de qualificação, suspirando nostalgicamente por tempos passados mais animadores.

A selecção portuguesa, com pontuais dificuldades perante a ausência de jogadores fundamentais como Deco e Simão Sabrosa, sem um lateral esquerdo e um ponta de lança indiscutíveis, mostrou o carácter necessário e não claudicou diante da acessível Bélgica.

A primeira parte colocou algumas reservas. Não existiam dúvidas em relação à superioridade portuguesa, todavia alguma falta de lucidez no desenho final das jogadas ofensivas permitiu o intervalo sem golos.

A segunda parte revelou o melhor Portugal dos últimos tempos, pressionante, dinâmico, capaz de romper e eficaz na concretização. Destaques:

1. O triângulo do meio-campo foi fundamental (Petit e João Moutinho em boa forma, Tiago realizando provavelmente a melhor exibição com a camisola nacional). Costinha e Maniche são águas passadas.

2. Cristiano Ronaldo é o fulcro, é ele que determina a intensidade dos diferente momentos da partida, é dele que se fala antes dos jogos, é dele que se fala depois dos jogos.

3. Quaresma não tem o fulgor de Cristiano, nem o estatuto, mas tem a trivela. Este tipo de passe/remate, de acordo com a Wikipédia, é relativamente recente e apresenta um grau de dificuldade acentuado. Quaresma, o principal divulgador deste gesto técnico, esquece ocasionalmente os movimentos defensivos, é algo intermitente, contudo descobriu na trivela o seu número de magia.

4. O abominável Nuno Gomes falhou mais uns golos, errou alguns passes e aumentou a saudade do temível Pauleta. Ultrapassou acidentalmente Rui Costa na lista de melhores marcadores da selecção nacional, mas o sucessor de Pauleta está anunciado: Hugo Almeida (se não for possível a naturalização de Liedson ou Bueno).

Nuno Gomes não terá o instinto de matador (ou seja, a frieza letal dos maiores pontas de lança) e sempre evidenciou maior rendimento acompanhado na grande área, mas o futebol português, com a excepção do enorme Eusébio, nunca produziu pontas de lança de nível mundial. Se atentarmos nas últimas décadas, os jogadores excepcionais - Chalana, Futre, Figo, Cristiano Ronaldo - têm surgido nos flancos (aqui mais uma excepção para o génio de Rui Costa que se sente mais confortável no centro do terreno) e concretizar as oportunidades criadas tem sido um problema recorrente da nossa selecção.

O quarto melhor marcador de sempre da selecção portuguesa, o jogador ainda em actividade com mais golos marcados no campeonato português não necessita certamente que lhe descubram o mérito. Será suficiente olhar para o percurso de Nuno Gomes sem a miopia clubística.



publicado por Zorro Danado às 12:21
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Pirata a 27 de Março de 2007 às 23:33
Pedro Pauleta :

Estoril - 30 jogos - 19 golos
Salamanca - 71 jogos - 34 golos
Corunha - 63 jogos - 21 golos
Bordéus - 115 jogos - 74 golos
PSG - 149 jogos - 70 golos
Selecção - 88 jogos - 47 golos

Total - 516 jogos - 265 golos

Quem sabe quantos golos teria Pauleta se tivesse a oportunidade de jogar num grande de Portugal durante muitos anos ou num grande de França ao invés de jogar em clubes do meio da tabela.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

PJ emergiu «to bring us h...

Prince - «Some say a man ...

Colheita de 2015 - I

Sacrifício, garantias, ca...

Colheita de 2014 (apêndic...

Colheita de 2014 (uma som...

A chuva, um homem saudáve...

Brasil 2014 - notas mais ...

2 breves notas (ainda a r...

As diferenças que permite...

arquivos

Junho 2016

Abril 2016

Dezembro 2015

Junho 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

blogs SAPO
subscrever feeds