Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008
Da bobina e da perna de Planeta Terror

A greve dos argumentistas prossegue por terras norte-americanas, já se conhecem os candidatos aos Óscares e ZD, enquanto aguarda ansiosamente a estreia nas salas portuguesas de No country for old men dos irmãos Coen e There will be blood de P. T. Anderson (inspirados títulos para incursões no universo do western de realizadores que ZD aprecia), aproveitou o serão de ontem para ver a segunda parte do projecto Grindhouse: Planeta Terror.

O filme realizado por Robert Rodriguez reforça a ideia que esta sessão dupla idealizada por Rodriguez e Tarantino (nostálgicos de um cinema e de uma relação com o cinema evocados por este projecto) foi infelizmente amputada pelos resultados da bilheteira e, uma vez mais, o negócio sobrepôs-se ao cinema.

O filme inicia-se com um trailer do filme Machete e expõe desde o primeiro segundo o imaginário que habita os dois filmes de Grindhouse. A cinefagia, a homenagem, a apropriação de um universo cinematográfico (onde a violência surge de forma quase caricatural, com as costuras à mostra) não se encontram ocultadas. Rodriguez desenha mais uma variante do confronto entre zombies e humanos com uma acidez corrosiva. O pus atirado ao ecrã, os jorros de sangue, os corpos esquartejados, as entranhas expostas sucumbem ao irmão moribundo que revela a receita do molho, à bobina desaparecida e à perna, à perna mutante, à irresistível perna dançarina, à perna amputada, à perna de pau, à perna desequilibrada, à perna que corre, à perna letal.



publicado por Zorro Danado às 14:21
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

PJ emergiu «to bring us h...

Prince - «Some say a man ...

Colheita de 2015 - I

Sacrifício, garantias, ca...

Colheita de 2014 (apêndic...

Colheita de 2014 (uma som...

A chuva, um homem saudáve...

Brasil 2014 - notas mais ...

2 breves notas (ainda a r...

As diferenças que permite...

arquivos

Junho 2016

Abril 2016

Dezembro 2015

Junho 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

blogs SAPO
subscrever feeds