Sexta-feira, 8 de Agosto de 2008
São Tomé - ver para acreditar

Depois disse a Tomé: «Chega aqui o teu dedo e vê as minhas mãos. Estende a tua mão e mete-a no meu lado. Não sejas incrédulo, mas crente». Tomé respondeu a Jesus: «Meu Senhor e  meu Deus!». Jesus disse: «Acreditaste porque viste. Felizes os que acreditam sem terem visto».

EVANGELHO SEGUNDO SÃO JOÃO

 

Próximo da invisível linha do equador, o avião hesita entre amarar e aterrar. Às dezoito horas a noite já caiu em São Tomé (os dias duram religiosamente doze horas). No aeroporto os turistas são aguardados por dezenas de jovens que festivamente tentam garantir a generosidade dos que chegam.

A cidade de São Tomé é um fervilhar de cores e odores. O movimento é intenso junto ao mercado, onde, da janela da viatura, se trocam centenas de euros por milhões de dobras e o cheiro é nauseante. Nas esburacadas ruas domina o amarelo dos táxis.

Rumo a Bombaim nesta ilha africana. Réstia de um império ultramarino que uniu quatro continentes, outrora uma roça, hoje um hotel decadente, o futuro incerto, Bombaim marca o encontro com o óbó, a pujança do verde, a água que se atira em cascata, o cacau, a fruta pão. A gravana, a estação seca, atenua o confronto com a selva equatorial e esconde o sol.

Segue-se o Pingo Doce e o salão de beleza de Trindade, o abandono dos edifícios e as crianças de Monte Café, os pescadores, o peixe, os porcos, as escamas embrenhadas na areia da praia de Gamboa, a paradisíaca praia de Santana.

As praias do norte de São Tomé são irresistíveis explosões de verde junto ao azul tépido do mar. Os caminhos de acesso a estas praias são verdadeiras provas de resistência todo-terreno. Os mergulhos na Lagoa Azul, na Praia dos Tamarinos e na Praia das Conchas são experiências fulgurantes. No caminho oportunidade para roer a cana de açúcar e testemunhar a jovialidade dos são-tomenses. Antes das santolas em Neves numa marisqueira onde à porta circulam leitões, passagem pelo Padrão e aperitivo com cocos junto ao túnel de Santa Catarina.

No Jardim Botânico do Bom Sucesso surge o óbó inventariado e comprova-se a magnanimidade da natureza.

O sul de São Tomé é gémeo do norte na beleza estonteante da paisagem, na pobreza alegre das gentes, nas estradas esburacadas invadidas pelo óbó. Em Água Izé de novo o cacau e as crianças da roça e em São João dos Angolares o peixe com flor-mosquito e o doce de carambola. O embarque para o ilhéu das Rolas, onde se encontra a linha invisível do equador, acontece em Ponta Baleia. O mar agitado e o cair da noite tornam difícil de distinguir uma piroga de pescadores de uma baleia.

ZD acreditou em São Tomé sem ter visto.

 

 

 

 



publicado por Zorro Danado às 10:46
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

PJ emergiu «to bring us h...

Prince - «Some say a man ...

Colheita de 2015 - I

Sacrifício, garantias, ca...

Colheita de 2014 (apêndic...

Colheita de 2014 (uma som...

A chuva, um homem saudáve...

Brasil 2014 - notas mais ...

2 breves notas (ainda a r...

As diferenças que permite...

arquivos

Junho 2016

Abril 2016

Dezembro 2015

Junho 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

blogs SAPO
subscrever feeds