Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008
Triste Maria de Lurdes versus Manuel Alegre
  1. Entre a inexistência de uma política educativa, a inflexibilidade típica do autocratismo socrático, um modelo de avaliação insustentável, os ovos, o desespero revelado na sugestão de instrumentalização dos alunos por parte dos professores, a disponibilidade para alterar o modelo de avaliação, resta uma jangada à deriva onde se encontra Maria de Lurdes, os subservientes secretários e o primeiro-ministro (em jeito de Wally). Está desculpada, senhora ministra, demita-se.
  2. Manuel Alegre, neste deserto político português, é um assomo de lucidez e independência, uma voz que ainda não foi formatada pela embriaguez do poder no partido socialista, um corpo ainda não contaminado pelo panglossiano vírus socrático:

Vi minha pátria parada

à beira de um rio triste.

 

«Trova do Vento que Passa»



publicado por Zorro Danado às 15:25
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Anónimo a 17 de Novembro de 2008 às 16:18
De Beterraba:
1º a tristeza
A verdade é que ninguém (opinião pública em geral) tem conhecimento do que se está a passar.
A ministra não consegue explicar o modelo, os professores só conseguem dizer que não concordam e os dirigentes sindicais... bem, nem vale a pena ir por aí.
A única coisa que se sabe é que professores e a ministra não se entendem quanto à implementação de um modelo de avaliação. Acreditem, apenas isto. Perguntem às pessoas que vos rodeiam, incluindo amigos e colegas professores, e tirem as vossas conclusões.
Há no entanto um sinal positivo:
as greves marcadas, tão a propósito, em vésperas de feriado ou a propiciar fins de semana prolongados, deram lugar a manifestações ao Sábado.

PS: Não pode ser só coincidência - invariavelmente nas reportagens dos meios de comunicação, são interpelados professores que não sabem falar nem sabem do que falam. No último sábado até apareceu um garrafão de vinho...
Indo desde já de encontro ao argumento (verdadeiro) de que em qualquer profissão “há de tudo”, e estatisticamente falando, a aleatoriedade no contacto garantiria que, de vez quando, apareceria alguém que saberia transmitir o que andava ali a fazer. Acrescento apenas que a aleatoriedade não funciona quando a distribuição é desproporcional.



De Anónimo a 17 de Novembro de 2008 às 16:42
2º A Indiferença
Há de facto pessoas que, independentemente da sua origem ideológica e política nos cativam. É uma questão de personalidade, coerência, capacidade de defender e lutar por ideais. Pessoas como Adriano Moreira (CDS), Álvaro Cunhal (PCP) ou o referido Manuel Alegre (curiosamente não me ocorre ninguém com este estatuto de “senador da nação” ligado ao PSD, mas deve haver por aí algum).
O “pecado” de Manuel Alegre foi ter confundido os movimentos eleitorais: a base de apoio a que se refere para justificar as opções que toma provém das eleições à Presidência da República. Inferir que um milhão de pessoas que votaram nele para Belém o querem ver a fazer oposição ao governo pelo qual feito eleito deputado é, no mínimo, um abuso.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

PJ emergiu «to bring us h...

Prince - «Some say a man ...

Colheita de 2015 - I

Sacrifício, garantias, ca...

Colheita de 2014 (apêndic...

Colheita de 2014 (uma som...

A chuva, um homem saudáve...

Brasil 2014 - notas mais ...

2 breves notas (ainda a r...

As diferenças que permite...

arquivos

Junho 2016

Abril 2016

Dezembro 2015

Junho 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Dezembro 2013

Julho 2013

Maio 2013

Março 2013

Dezembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

blogs SAPO
subscrever feeds